Cópia de Papai (4320 × 5787 px) (Miniatura do YouTube) (2).png
 

Paternidade Atípica à Luz da Bíblia

Muito se fala sobre o papel das mães na criação dos filhos, mas e os pais? Qual o papel dos pais na formação de uma criança? Por que é tão importante que os pais (re)assumam seu papel designado por Deus na criação dos seus filhos?

 

E quando se trata de filhos diagnosticados com o Transtorno do Espectro Autista? Qual é o papel do papel de um homem no exercício da paternidade atípica?

Antes de mais nada, eu preciso deixar claro que não ignoro o fato de que há milhões de mães solteiras que se esforçam, sofrem e se doam em favor dos seus filhos por não poder contar, infelizmente, com o pai na criação dos filhos. Apesar desse louvável e necessário esforço por parte das mães para suprir o papel do pai, preciso dizer algo: a ausência do pai, inevitavelmente, impactará a vida da criança!


Alguns pais se dão por satisfeitos por bancarem a casa, ou ainda, por suprir as necessidades materiais que seus filhos exigem. Todavia, não se envolvem em qualquer tipo de atividade relacionada ao suporte terapêutico, educação, nem sequer no ensino bíblico em sua casa. Pior: não sabem nem quais rumos a formação do seu filho enquanto indivíduo está tomando.

Em Efésios 6, a Bíblia instrui os pais a criar os filhos na disciplina e no temor do Senhor. A palavra “pais” (pater) aqui significa literalmente papais. Paulo está chamando os pais (homens) à responsabilidade. Na condição de líderes do lar, os homens são chamados a liderar suas casas não apenas em algumas áreas, mas também na educação dos seus filhos.

Isso não quer dizer que as mães não precisam ensinar seus filhos. Apenas que o primeiro responsável por isso são os pais. Isso não significa que os pais precisam estar presentes em cada ato educativo ou em todo momento da vida do seu filho. Mas sim que os pais precisam estar, junto com às mães, dirigindo o processo de formação dos seus filhos, sejam eles típicos ou atípicos.

Pensando nisso, foi que eu decidi realizar no dia 12 de agosto, às 20 horas, a

Masterclass Paternidade Atípica – Como me tornar o pai que o meu filho precisa?

Se você é pai de autista e acredita que precisa exercer a paternidade de acordo com o que a Bíblia diz, desempenhando a sua função de governo e sacerdócio do seu lar, você é meu convidado!

O encontro acontecerá na plataforma Google Meet, e as vagas são limitadas!

Preencha o formulário para garantir a sua vaga!

Cópia de Cópia de Papai (4320 × 5787 px) (Miniatura do YouTube) (1).png

Quem é o Pastor Glauco Ferreira?

Glauco Ferreira é Pastor na Igreja Metodista no Rio de Janeiro. Casado com Angelica Freitas, que também é Pastora, e pai do Asafe - autista, 12 anos - é escritor e autor do livro Autismo na Igreja, e também idealizador do projeto que leva o mesmo nome.

Até o presente momento, mais de 21.356 pessoas espalhadas por mais de 72 já participaram de treinamentos online e gratuito ministrados pelo pastor, e centenas de líderes de inclusão já foram treinados e são mentoreados por ele na Escola da Inclusão.

O projeto Paternidade Atípica tem como objetivo levantar uma rede de homens fortes, que não se perderam após o diagnóstico de autismo dos filhos e que sabem exatamente o que precisa ser feito.

Cópia de Cópia de Papai (4320 × 5787 px) (Miniatura do YouTube) (1).png

Quero participar

Preencha o formulário para garantir a sua vaga.